Perguntas frequentes

A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) é um recibo obrigatório após qualquer transação de venda/execução de serviços.

A obrigatoriedade da emissão de NFS-e é definida pela legislação municipal. Você poderá acompanhar através do menu legislação.

Não. Aqueles que não forem obrigados a emitir poderão optar pela emissão, desde que cumpram a legislação municipal.

O ISS é o Imposto Sobre Serviços, arrecadado pelos Municípios e incide sobre as atividades especializadas desempenhadas por empresas ou profissionais autônomos.

O tomador do serviço poderá recolher o valor referente ao imposto da NFS-e, ficando sob sua responsabilidade o repasse ao órgão competente.

Na opção Autenticidade da NFS-e você deverá informar o código de barras encontrado no rodapé do documento auxiliar da NFS-e, ou informar o número, código e documento da NFS-e.

Na opção Prestadores autorizados você deverá informar os dados de identificação da empresa no campo de consulta para verificar a autorização/autenticidade do mesmo.

Não. Uma vez emitida os dados da NFS-e não poderão ser alterados, em casos de erros na emissão deverá ser solicitado o cancelamento ou substituição da NFS-e através do área administrativa do sistema

É quando o prestador de serviços emitiu uma NFS-e desnecessária, ou seja, não deveria ter emitido aquela NFS-e. O cancelamento deverá ser solicitado antes da transmissão da NFS-e, o prazo para solicitação deverá ser observado na legislação da NFS-e.

É quando o prestador de serviços emitiu uma NFS-e de forma errônea e deseja corrigir os dados. A substituição deverá ser solicitada antes da transmissão da NFS-e, o prazo para solicitação deverá ser observado na legislação da NFS-e.

Não. O prestador de serviços deverá emitir uma NFS-e para cada serviço prestado, sendo proibida a emissão de uma mesma NFS-e que englobe serviços enquadrados em mais de um CNAE.